Selfish Bitch

Postado por Vanessa Zaude às segunda-feira, agosto 27, 2012

Uau! Devo dizer que esse foi o post mais complicado até o presente momento. Ao longo das semanas que eu fiquei sem postar, eu pensei em muita coisa. Meu celular tem, pelo menos, uns 15 títulos de temas e pequenas introduções das ideias que eu tive para fazer meu post. O problema é que nenhum chegou a ser exatamente o que eu queria. Então, de uma forma inesperada, esse post apareceu pra mim e eu realmente achei ele interessante para ser compartilhado. Afinal, quem é que não tem por perto uma guria que tu acha que é tua amiga e, quando para pra analisar realmente, vê que ela é só mais uma biscate esperando pra puxar teu tapete? Bem, se você não tem, eu te apresento ao meu mundo e espero que isso te ajude a, pelo menos, ficar ligada em qualquer tipo de sinal. "Amigas"... 

A grande verdade é que o ser humano é ruim na sua essência e a grande divergência fica com aqueles que sabem controlar seus impulsos e os que não sabem. No meu curto espaço de tempo nesse mundo, eu chego cada vez mais perto de concluir que tudo piora quando se trata de um ser humano portador do cromossomo XX. Mulher! Sim! É complicado, eu sei... Para a grande parte, o mundo se resume na eterna disputa entre ela e a outra, seja uma amiga ou uma grande rival. E essa é a parte mais maluca: a disputa é basicamente a mesma, mas de uma forma silenciosa para com a amiga e de uma forma escancarada para com a rival. 

Para ser bem sincera, as coisas não funcionam assim comigo e eu realmente tenho amigas que também não são assim. O problema é que nem eu e nem você podemos ignorar o fato da existência de pessoas egoístas e que fazem o que for preciso para ficar com o que se quer. E não estou falando de um grande objetivo de vida, mas, sim, de um capricho bobo. Eu tenho metas, objetivos e vou atrás deles. No entanto, são coisas concretas, coisas que valem a pena. Não meço esforços para consegui-los porque eles realmente são valiosos. Agora, quando é algo que não passa de uma futilidade, eu não penso duas vezes em deixar de lado, se isso for contra o que eu acredito ou se eu tiver que passar por cima de alguém para conseguir. Com essa "amiga" em questão, que eu apelidei carinhosamente de Selfish Bitch, as coisas funcionam exatamente da forma oposta. Ela não mediu esforços para conseguir realizar seu capricho, foi uma escolha e ela escolheu passar por cima do que fosse preciso. E lá estava eu no meio do caminho... 

Para não entrar em mais detalhes, eu percebi que estava tendo como amiga uma pessoa que passa por cima de outras para conseguir o que quer. Parei para pensar se eu me arrependia de ter aberto mão de algumas coisas para não magoá-la e de ter sido tão tolerante em alguns aspectos. De verdade, não. Faz parte de quem eu sou, do que eu acredito. Não poderia ser de outra forma. 

Tive que esperar uns dias para escrever esse post até meus ânimos acalmarem, mas fica aqui uma frase que se encaixou perfeitamente: You selfish bitch, I hope you fuckin burn in hell for this shit. E obrigada, Eminem, pelo empréstimo. 

De tudo isso, eu tiro uma das maiores lições: nada vale a pena, se você tiver que ir contra o que você acredita. Não vale a pena se desgastar ou querer fazer o mesmo com a guria. Não vale a pena perder quem você é por alguém que nunca vai entender o que é não precisar passar por cima dos outros para conseguir o que se deseja.

Não se esqueçam de que ninguém é tão bom que você pode confiar de olhos fechados. Ainda mais se essa pessoa tem aquele famoso par de cromossomos XX que eu disse logo no começo do post (sempre vou preferir minhas amizades masculinas, ah, Deus, e como vou!). Fiquem atentas, pode ser que aquela sua “amiga” que te pergunta do cara que você sai; que demonstra interesse pelos seus problemas; que te aconselha; ou que adora falar que não esconde nada de você, seja exatamente aquela que tá só esperando uma brecha tua para ficar com o que é seu ou para estragar algo que estava indo bem.
E se isso acontecer com você, algum dia, saiba que você não é a única nem a última. Tire suas lições, fique mais esperta e siga em frente. Te garanto, quem sai perdendo nunca é você.

Um beijo, Divinha!

p.s.: novidade no “Divando com Vanessa” (uhul!). Sou louca por música e geralmente escrevo meus textos ouvindo uma. Então, ao final de cada post novo, vou colocar a música que inspirou ele! A de hoje foi Eminem – Cleanin’ Out My Closet. 





3 comentários:

Anônimo disse... Responder comentário

ameeeeeeeeeeei

Anônimo disse... Responder comentário

VOCÊ É FODA! hauhauhauahua posta sempre no twitter, van! pq aí da pra quem te segue ver kk' x3

Marina Leme disse... Responder comentário

Vc é uma amiga DO CARALHO! Te amo, é nois minha loirassa!

Postar um comentário

 

Nosso Mundo 21 Copyright © 2012 Design by Raissa Pédico